Loading...

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Cuidados com o sistema respiratório:


Devemos ter vários cuidados com o sistema respiratório para não pegar uma gripe forte, resfriado ou até mesmo algumas doenças virais ou bacterianas. Embora seja impossível evitarmos totalmente as gripes e resfriados, algumas providências simples podem nos ajudar a manter a saúde do sistema respiratório. Essas providências são, basicamente, respirar sempre pelo nariz e manter o corpo aquecido no inverno pois as vias respiratórias e os pulmões são facilmente sensibilizados pelo frio, o que facilita as infecções por vírus e bactérias.
Os principais prejuízos aos pulmões são causados pela inalação de fumaça, poeira e outras partículas, que podem acumular-se e causar diversas doenças. O inimigo no 1 do pulmão sadio é, sem dúvida, o tabagismo.
O risco de pessoas que fumam contraírem câncer e enfisema pulmonar é cerca de 20 vezes maior que o de não- fumantes. Conheça agora alguns dos problemas respiratórios mais comuns:

Sinusite: é a inflamação de cavidades existentes nos ossos da face, chamadas de seios da face. Essas cavidades têm comunicação com as cavidades nasais podem ser invadidas por bactérias capazes de causar infecção. Na sinusite aguda, a pessoa tem dores em diversas regiões da face e há corrimento nasal mucoso.

Asma brônquica: é u,ma doença pulmonar que se caracteriza pela diminuição do calibre dos bronquíolos. A asma pode ter diversas causas, sendo a mais comum a alérgica. Existe, porém, forte componente emocional no desencadeamento da crise asmática, decorrente da contração espasmódica da musculatura lisa dos bronquíolos. A mucosa que reveste internamente esses condutos respiratórios incha e passa a produzir mais secreção, o que contribui ainda mais para diminuir seu calibre. Essa obstrução causa sufocamento parcial, com aumento do esforço respiratório. A dificuldade respiratória prejudica a oxigenação do sangue e, em casos muito graves, pode ocorrer coloração azulada da pele e das mucosas (cianose), provocada pelo acúmulo de gás carbônico no sangue.



Bronquite crônica: é uma doença causada por obstrução pulmonar e está ligada ao hábito de fumar e à poluição do ar. Na bronquite pulmonar, os bronquíolos secretam quantidade excessiva de muco, tornando-se comprimidos e inflamados. Os cílios do epitélio bronquiolar deixam de ‘’varrer’’ o muco e partículas de sujeira vão se acumulando. Com isso, a passagem de ar é dificultada, a respiração torna-se curta e são constantes os acessos de tosse.

Enfisema: é a obstrução completa dos bronquíolos, com aumento da resistência à passagem de ar, principalmente durante as expirações. Nessas condições pode ocorrer rompimento das paredes dos alvéolos, com formação de grandes cavidades nos pulmões. Com isso, a eficiência dos pulmões em absorver oxigênio diminui e ocorre sobrecarga do coração. Esta leva a maioria dos pacientes com enfisema a morrer com insuficiência cardíaca.

Câncer de Pulmão: é causado principalmente pelo tabagismo. Estima-se que 80% desse tipo de câncer poderia ser evitado se as pessoas deixassem de fumar. Diversas substâncias contidas no cigarro são comprovadamente cancerígenas. Células cancerosas originadas nos pulmões multiplicam-se rápida e descontroladamente, podendo invadir outros tecidos do corpo, onde originam novos tumores.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário